Search

O número que define tudo


Enfim a correção chegou ao fim! Sim, parece estranho comemorar isso enquanto ainda se fala em recessão, quarentena e lojas fechando, mas a verdade é que até aqui faz sentido uma correção tão acentuada em meio a um período de forte valorização que ainda sabíamos , deveria provar sua veracidade através da constatação de que o PIB , de fato, iria acentuar seu voo rumo aos 2% a.a.


Mas a pergunta que não quer calar: e daqui para frente? O que seria considerado o novo normal e como lidar com seus investimentos daqui por diante?


O ministro Paulo Guedes falou diversas vezes, antes da crise do COVID-19 que o novo normal seria um dólar mais alto e um juro bem mais baixo. Bom, apesar de indigesto para acomodar o capital estrangeiro, conter fugas de recursos e controlar os gastos no exterior , a verdade é que o brasileiro havia comprado a ideia e começou a digerir a contragosto o risco de investir na Bolsa, sair da zona de conforto e esquecer do juro de 1% am quando desprovido de alguma mínima sofisticação e planejamento de longo prazo sobre seus investimentos.


Acontece que ninguém esperava um choque externo dessa magnitude e com essa rapidez de contagio. Se o COVID-19 é altamente contagioso, o pânico , sem dúvida é muito mais contagioso e antes de se discutir fundamentos, todos discutem com suas corretoras como vender mais e mais rápido seus investimentos em bolsas de valores.


Até empresas do ramo farmacêutico, de alimentos e mesmo de saneamento básico foram destroçadas pelas vorazes vendas na bolsa, como se de repente ninguém mais fosse usar remédios, comer ou mesmo utilizar o banheiro e beber água.


Os bancos que ganham dinheiro até com o desemprego no Brasil também não escaparam das vendas e inclusive empresas de educação que nunca faturaram tanto com e-Learning viram seu valor de mercado ser inferior ao período em que sequer existiam MBAs on-line.


Portanto vale a máxima, sim estamos frente a um dos melhores períodos dos últimos 20 anos para comprar ações, no entanto, isso não significa que qualquer um possa entrar nessa festa e sair com o bolso cheio.


A volatilidade ainda vai continuar forte nos próximos 30 dias tendo em vista que a incerteza ainda esta presente e não há como dizer com exatidão a extensão e os efeitos sobre todos os segmentos, todavia com a divulgação dos balanços tal realidade vai demonstrar aquilo que a racionalidade ja consegue enxergar mas, que, no entanto, movida pelo mesmo sentimento que ativou quase 700 mil novos CPFs se tornarem investidores ou especuladores da Bolsa de SP a investir , também moveu tais CPFs a vender , tão ou mais rapidamente do que nas respectivas compras: o efeito manada!


E o que é volatilidade e efeito manada ? A volatilidade pode ser explicada em uma única palavra: incerteza. Quanto maior a incerteza, maior a volatilidade que é a elasticidade do preço, ou seja, a capacidade que o preço tem de se mover para cima "ou" para baixo e para cima "e" para baixo com grande velocidade.


E que vem a ser o efeito manada? Na alta da bolsa podemos resumir em ganancia movida pela inveja, ou seja, não permitir que apenas o seu amigo ou vizinho ganhe algo que em tese, esta disponível para todos e na baixa o medo, aquele frio na barriga que lhe traz um instinto de preservação de se manter junto com seu amigo que conseguiu vender antes de você e, portanto, você deve fazer o mesmo.


Quem escutou nosso Podcast de Domingo já sabe, quem esta comprado agora, não deve vender. Também havíamos dito que aquele que não tinha comprado não deveria voltar as compras, mas agora isso mudou de acordo com alguns perfis de investidores. Somado a isso temos balanços em Abril aí, a verdade vai bater forte em todos.


Por que? Porque os resultados das empresas relativo ao primeiro trimestre passará a ser divulgado e até Julho ja teremos sabido o tamanho exato dos problemas. E também porque sabemos que a bolsa perdeu 50% do valor e por mais pessimistas que possamos vir a ser estamos falando de uma crise que até Agosto já terá sido dissipada e, portanto, não há como reduzir 50% da receita se não houve nenhuma empresa que perdeu ou irá perder 100% do seu faturamento além do mês de Agosto, o que, em tese poderia, se tudo desse errado, reduzir 100% do faturamento de 5 meses, o que obviamente não chega em 50% do total de meses passiveis de faturamento por parte das empresas.


Alem disso não é assim que funciona o Valuation, alem de simples não leva em conta a geração de caixa das empresas e nem os benefícios fiscais obtidos pela crise que embora marginais trazem impacto direto sobre a capacidade de gerar recursos das companhias.


Adicionalmente percebemos que o suporte dos 65 mil pontos (também divulgado em nosso Podcast de Domingo) foi respeitado e isso demonstra que os investidores neste momento estão precificando com mais coerência se há justificativas para que todas as empresas, sem exceção, sejam tão agredidas em seus preços quando sabemos que há segmentos que sim estão sofrendo muito como é o caso da CVC viagens mas que há outros como a Sabesp e as elétricas que não se justificam por nenhuma tese pois as pessoas nunca ficaram tanto em casa e água ainda continua sendo utilizada para higiene, limpeza e alimentação. Sem contar que a eletricidade é um insumo que não deixará de ser utilizado durante a quarentena.


Se há recursos compre ações sim, se a sua perspectiva for investir por 5 anos ou mais e se você pode aguentar a volatilidade atual por mais um ou dois meses e pretende investir na bolsa realize pequenas compras para não s arrepender dentro de 3 anos, no entanto, se atente a investir com moderação e em pequenos lotes não superior a 2 aportes mensais que não lhe incomodem se for necessário ser mantido por até 3 anos.


Não teremos outro sell-off tão positivo nos próximos 4 anos tendo em vista que a ultima oportunidade igual aconteceu há 12 anos atras aproximadamente.


Qual o risco? O risco neste momento é que algum fato novo possa criar uma aversão ao risco adicional ao petróleo e ao Corona Vírus e , neste caso, teríamos uma precificação imediata de uma forte recessão, empurrando a bolsa para os 51 mil pontos. Seria mais um condicional de tempo mas ainda assim positivo para enriquecer no longo prazo ainda mais se respeitada a forma de comprar recomendada acima.


E por que esse risco é pequeno?




Temos eleições meu caro Watson. Isso significa que o Tio Sam vai jogar pesado para que o mundo possa crescer sem atrapalhar as eleições por lá e aqui também temos para prefeito, embora de menor profundidade, ajuda muito nos planos para a presidência em torno da reeleição em 2 anos. Quer um exemplo? Hoje tivemos um movimento que não foi visto com tal peso nem na crise do subprime americano: a ação conjunta do FED com o BC Brasileiro.

Rua Ana Carmelo Jurado Ferro, 425 - Sorocaba - SP

  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Send Us a Message

© 2020 by neXThinking Consultoria.